Facebook Pixel

Terra-média: Sombras de Mordor

Ajude Talion conquistar sua vingança!

Review por Tiago “Bola”

Middle-earth: Shadow of Mordor (título original para Terra-média: Sombras de Mordor) é o novo game desenvolvido pela Monolith e publicado pela Warner Bros, lançado em setembro/2014 e disponível na Steam (Windows), PlayStation 4, Playstation 3, Xbox One e Xbox 360.

O review foi feito jogando no PC, utilizando o controle do Xbox 360. [Editado] Agora também concluí o jogo no Xbox One (30/10/2014).

História de Terra-média: Sombras de Mordor

A historia, digamos, é um Spin-off, uma nova historia baseada no universo de J. R. R. Tolkien. No jogo controlamos Talion, um patrulheiro (capitão) de Gondor que era responsável pela patrulha do Portão Negro de Mordor (Black Gate of Mordor) mas faleceu nas mãos das tropas de Sauron.

Misteriosamente Talion voltou a vida com habilidades de espectro e com o auxilio de Celebrimbor ele vai atrás de sua vingança. Celebrimbor é o grande elfo ferreiro que forjou os Anéis do Poder. Como ele também foi traído por Sauron e deseja vingança, ele orienta Talion durante sua jornada.

Também é importante ressaltar que você encontra o famoso Gollum durante o jogo. Outros personagens da serie são citados mas não aparecem, como Saruman, o Branco.

Talion, Celebrimbor e Gollum

Gameplay

A aventura se passa em um mundo aberto, onde você pode escolher a como e quando realizar as quests (tarefas). Elas são separadas em: missões principais (ícones amarelos), batalha com capitães e warchiefs (ícones vermelhos/azuis), missões secundárias (ícones brancos).

São três tipos de combates existentes no jogo: corpo-a-corpo (utilizando a espada), distância (arco e flecha) e adaga (ataques furtivos/emboscadas). Conforme você ganha experiencia no jogo pode melhorar suas habilidades, tanto humanas quanto da forma de espectro.

Gameplay Arco

Os principais inimigos do jogo são os Uruks, uma especie de Orcs evoluida, presente na historia do Senhor dos Anéis. Outros inimigos também estão presentes como Graugs, Ghûls, Caragors, etc.

O jogo utiliza um sistema chamado “Nemesis System”, que você pode “marcar” e “controlar” uruks, capitães, warchiefs. Os inimigos tem uma especie de “memória”, onde por exemplo se um inimigo comum consegue te vencer em uma batalha, ele se torna um capitão, e pode evoluir até se tornar um warchief. Agora imagine se você controla um Uruk para se tornar capitão, e ajudando ele furtivamente, quem sabe, virar um warchief! É bem legal!

Marcando Uruks

Derrotando os capitães e warchiefs você ganha runas que podem ser encaixadas em slots nas suas armas. Runas amarelas são épicas e normalmente só caem de warchiefs. Uma dica interessante é que você pode usar Uruks comuns para “marcar de morte” os capitães e warchiefs, quando isso é feito gera uma nova quest, o inimigo marcado de morte fica mais forte e ganha aliados a sua volta, porem aumenta a chance de você ganhar habilidades melhores para se equipar em suas armas.

A jogabilidade é bem semelhante a Assassin’s Creed, e se encaixou muito bem no modelo de jogo proposto, apesar da semelhança isso não prejudicou em nada a imagem do jogo perante aos players.

Batalha

Perguntas Frequentes

Como equipar as armas?

R. O jogo não fornece novas armas. A personalização delas é feita através das runas que você ganha derrotando capitães e warchiefs.

Como controlar um capitão?

R. A habilidade de controlar uruks marcando eles só fica disponível após completar algumas quests principais, aproximadamente na metade do game.

Para que serve as quests de espada, arco, etc.?

R. As sidequests (em geral) te dão Exp. (Experiência ) e M (Mirian), que vão ajudar você obter novas habilidades. Alem disso, completar parcial/todas as quests geram novas conquistas. As sidequests de coleta de artefatos também é interessante é um auxilio para contar a historia do jogo.

DLC – Power of Shadow

A DLC – Power of Shadow é gratuitamente (pelo menos por enquanto, 30/10/2014). Nesta DLC você poderá mudar a Skin de Talion para o Mão Negra de Sauron (que ficou bem legal!). Você também ganha três novas runas para usar no seu personagem.

Conclusão

Quando comecei a jogar achei um pouco complicado os comandos pois sempre fui jogador de RPGs, e como sabem, normalmente são jogos de poucos comandos. Mas logo aprendi e entendi bem como funciona o sistema de jogo e simplesmente amei.

É excelente, motivador, envolvente. Algumas quests desafiam sua habilidade de raciocínio, e o mais legal é que você pode improvisar bastante para conseguir terminar algumas quests, desde ir furtivo nas sombras, ir com a cara e a coragem enfrentando todos, você decide a melhor forma de jogar.

No apêndice do jogo tem muito conteúdo, para quem gosta de todo universo de Tolkien, vale muito a pena completar tudo no jogo. Após 32 horas de jogatina consegui completar 100% do jogo, e ainda estava disposto a jogar bem mais.

Site oficial.

Plataformas:

PC (Steam) – R$ 90,99*
Xbox One – de R$ 160,00 por R$ 52,80*
Playstation 4 – R$159,90*

* Valores informados nos sites acima, visitados em 02/04/2016 – 10:10h.

Middle-earth: Shadow of Mordor - Capa
Trailer
Xbox One, Playstation 4, PC, Xbox 360, Playstation 3
Ação, Aventura, RPG
Metacritic: 84
Tempo de gameplay: 30h
Dev: Monolith Productions / Warner Bros.
Lançamento: Setembro 2014
Classificação: 18 ANOS